Grupo Bem-me-quer

O Grupo Bem-Me-Quer teve início em meados de 1996, quando algumas mulheres que acompanhavam seus maridos até a AABB Porto Alegre, após alguns encontros e conversas informais, decidiram contribuir de forma efetiva com a sociedade.

Nascia, então, a ideia de criar um grupo de trabalho que beneficiaria entidades carentes. Detalhes resolvidos, questões burocráticas decididas, foi formado o Grupo Bem-Me-Quer. As primeiras dificuldades foram superadas devido à motivação e ao incentivo da fundadora e coordenadora inicial, Letícia Medeiros Borges, e à perseverança das demais integrantes.

O tempo foi passando, o número de componentes aumentando, as artistas se revelando e a quantidade de instituições beneficiadas crescendo. Hoje, o Grupo, que começou apenas com o interesse de "ajudar a quem precisa", acabou se tornando, também, uma forma de terapia para quem o frequenta.

As reuniões

Os encontros, os quais começaram em outubro de 1996, ocorrem duas vezes por semana, sempre às terças e quintas-feiras. Nessas reuniões, foram construídas grandes e verdadeiras amizades. Esse trabalho é uma satisfação na vida de quem participa e uma luz de esperança na vida de quem recebe as doações.

A filosofia

A filosofia do Grupo é o companheirismo, a colaboração, a solidariedade e, sobretudo, o auxílio e o apoio a quem precisa.

As coordenadoras

  • De 1996 até 2001, a coordenação coube à fundadora do Grupo, a associada Letícia Medeiros Borges.
  • De 2001 a 2007, o Grupo foi coordenado pela associada Lilá Souza Poester.
  • De 2007 a 2013, a coordenação ficou a cargo da associada Nara Magalhães Terra.
  • Desde 2013, a associada Maria Inês Carvalho Duarte coordena o Grupo, contando com a ajuda da abebeana Neuza Conte Weiler, que ficou responsável pela vice-coordenação, e das demais voluntárias.

As integrantes

O Grupo, que começou com um número reduzido de integrantes, conta, atualmente, com mais de 40 participantes, todas associadas ou dependentes de associados do Clube.

Os recursos

Para cumprir suas finalidades, o Bem-Me-Quer recicla e aproveita os materiais recebidos em doação, elaborando produtos artesanais destinados à venda, para arrecadação dos recursos necessários. Além disso, há a mensalidade das componentes do próprio Grupo e dos Aposentados, e as doações de entidades e pessoas ligadas à AABB, cujos produtos são vendidos em ações entre amigos, a fim de aumentar a arrecadação.

As doações

Todo mês, o Grupo distribui leite em pó para as entidades assistidas, além de pagar o salário de uma professora de artes a uma das creches. Anualmente, são entregues enxovais a recém-nascidos de alguns hospitais públicos de Porto Alegre. Também, mensalmente, são repassados alimentos não perecíveis, calçados, brinquedos e material escolar recebidos de terceiros aos cadastrados, conforme doações recebidas.

Os números

RECURSOS INVESTIDOS EM 2016

EM 2017

Número de instituições

13

13

Número de voluntários

45

44

Número de crianças/famílias beneficiadas

3.500

3.600

Total de enxovais completos (10 peças) doados para recém-nascidos em hospitais

52

49

Total de repasses (roupas, brinquedos e sapatos)

2.669

1.285

Repasses de alimentos

305kg

324kg

Contribuições mensaisR$ 24.538,00 R$ 20.436,00

Contribuições espontâneas

R$ 3.136,00

R$ 3.550,00

Rifas R$ 1.155,00 R$ 1.165,00
Vendas de artesanato, brechó e conserto de roupasR$ 17.917,14 R$ 18.330,00
Almoços R$ 1.342,00 R$ 3.040,00
Chá das Debutantes
R$ 3.350,00 R$ 1.500,00
Leite em pó23.942,64 23.790,62
Alimentos e ajuda financeira28.165,80 28.555,00
Gastos com material de trabalho2.868,00 1.439,00

Associação Atlética Banco do Brasil - Porto Alegre
Av. Coronel Marcos, 1000 Bairro Ipanema CEP 91760-000
Central de Relacionamento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 19h
Sábados, das 9h às 17h

LIGUE! 51 3243.1000